Sindicato

Notícias
HSBC é condenado em R$ 2,5 mi por assédio moral
 
Justiça cita fatos de extrema gravidade narrados, representando verdadeira afronta à ordem social e às relações de trabalho
São Paulo – O HSBC foi condenado a pagar indenização por prática de assédio moral contra seus empregados. A decisão foi do juiz Paulo Henrique Tavares da Silva, da 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa, e ainda é passível de recurso.

A sentença foi originada de ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) na Paraíba e obriga o banco a pagar R$ 2,5 milhões a título de danos morais coletivos.

O caso chegou ao conhecimento do MPT por meio da própria Justiça do Trabalho de João Pessoa, que havia analisado casos individuais de empregados vítimas de assédio moral. Em ofício, alertava para "fatos de extrema gravidade narrados nas ações, representando verdadeira afronta à ordem social e às relações de trabalho". Os empregados sofriam diversas humilhações de seus superiores, submetidos a tratamento degradante, inclusive xingamentos com gritos e palavrões.

O MPT, ainda na fase de inquérito c ivil, propôs a assinatura de Termo de Ajuste de Conduta, o que não foi aceito pelo banco. "As reprováveis atitudes dos réus configuram manifesta violação aos princípios constitucionais da dignidade da pessoa humana, dos valores sociais do trabalho e da inviolabilidade da honra e da imagem das pessoas", comentou o procurador Cláudio Gadelha, autor da ação.

"O número de reclamações por assédio moral vem crescendo constantemente no HSBC. São ameaças de demissão, tratamento com palavras impróprias, palavrões. O trabalhador precisa ter ciência de que isso não é normal, tanto que a Justiça da Paraíba tomou essa decisão", diz a diretora do Sindicato Liliane Fiúza. "Sempre que abordamos o banco sobre o assedio moral, a direção diz que são problemas pontuais por que não incentiva a prática, mas não é o que os fatos dizem, como também comprova a sentença".

Além de cobrar os R$ 2,5 milhões e parar com o assedio, foi determina do que o banco, em 30 dias, conte para os funcionários os detalhes da sentença.
_
Últimas Notícias
> 5G chega em Curitiba, Salvador e Goiânia, nesta terça-feira
> Auxílio taxista: 245 mil motoristas começam a recebem R$ 2 mil
> Golpes bancários: como proteger contas e celular de ataques
> BB lucra R$ 7,8 bilhões no 2º trimestre, alta de 55%
> XP tem lucro de R$ 1,05 bilhão no segundo trimestre
> Programa ‘Caixa para Elas’ vai focar em relacionamento para clientes mulheres
> Campanha Salarial: 8⁰ encontro termina sem avanços
> Mesmo com Pix, lucro dos bancos cresce 49% e foi de R$ 132 bilhões em 2021
> Auxílio de R$ 600, vale-gás e benefício a caminhoneiros começam a ser pagos nesta terça
> Caixa inicia pagamento dos benefícios para caminhoneiros e taxistas
> Bradesco lucra R$ 7,04 bilhões no segundo trimestre de 2022
> Bandidos escapam pelo telhado após roubo a banco no litoral de SP
> Saque-aniversário do FGTS para nascidos em agosto está disponível
> Banco do Brasil libera mais de R$ 2 bilhões a empresas dirigidas por mulheres
> Trabalhadores esquecem R$ 562,9 milhões no PIS/Pasep; veja como sacar

EDVANIA VASCONCELOS DUARTE - CAIXA ECONOMICA FEDERAL 18/08
Veja lista de aniversariantes do mês  
Selos

 

     

® 2012 - SINTRAF - Todos os direitos reservados. - Avenida Santo Antônio, 200 - Sala 04 | Poços de Caldas - MG| Cep 37701-036 | Tel.: (35) 3721-9804 Domynio