Sindicato

Notícias
'Bancos não querem financiar carros', diz presidente da JAC
 
O presidente da JAC Motors do Brasil, Sergio Habib, disse ontem que os bancos brasileiros não estão "propensos" a financiar a compra de automóveis no País. De acordo com Habib, a falta de crédito deverá impedir o crescimento da indústria automobilística brasileira em 2012.

O executivo afirmou que a inadimplência do setor vem crescendo, o que deixou os bancos ainda mais avessos ao financiamento, principalmente os de longo prazo. "Não há mais financiamento de 60 meses", destacou.

Segundo Habib, a queda nos valores das prestações é o que, de fato, proporciona um aumento do mercado. "A queda das prestações é muito mais sensível ao número de parcelas do que à queda dos juros."

Habib acha que o setor não vai crescer este ano em relação ao ano passado. "A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) ainda não mudou as projeções. Está muito otimista." A Anfavea, que representa as montadoras instaladas no Brasil, projeta crescimento das vendas entre 4% e 5%.

No primeiro trimestre deste ano, os licenciamentos de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) somaram 818.364 unidades, uma queda de 0,8% na comparação com os veículos comercializados em igual período de 2011.

Exigências. Para cumprir as exigências do novo regime automotivo, publicadas na semana passada, a chinesa JAC Motors planeja trazer para o Brasil fornecedoras de autopeças chinesas, que já atendem a montadora. "Queremos trazer alguns fornecedores da JAC que querem trabalhar no País", disse Habib.

O executivo afirmou que a companhia conseguirá seguir o novo regime automotivo e, assim, obter o benefício para a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

"Nós não conseguiríamos chegar em 65% no primeiro ano, mas agora nos foi dado um prazo de três anos", disse Habib.

A fábrica da montadora chinesa será instalada no polo industrial de Camaçari, na Bahia, e as operações devem começar em 2014. A unidade da JAC Motors receberá investimento de R$ 900 milhões e a capacidade produtiva deverá chegar a cerca de 100 mil veículos por ano.

Além da ideia de buscar os fornecedores na China, o executivo disse que está atento às oportunidades da cadeia de fornecimento em Camaçari. Como a Ford já está instalada no local, Habib disse que as operações na JAC poderão se beneficiar dessa cadeia.

"Para as autopeças, é melhor ter dois clientes do que um", disse Habib. O executivo informou que no dia 14 de maio realizará um encontro com as empresas de autopeças em Camaçari.

Chery. O presidente da Chery no Brasil, Luis Curi, disse ontem que a meta da montadora chinesa é chegar a um índice de nacionalização de 65% em sua produção no Brasil.

A companhia, que está construindo sua fábrica em Jacareí, interior de São Paulo, está em busca de fornecedores locais. Até o momento, já se reuniu com fabricantes de peças que já produzem no País.

O executivo afirmou que a Chery está tentando acelerar ao máximo a construção da fábrica no País para conseguir atender, o mais rápido possível, às exigências do governo federal estabelecidas no regime automotivo.

Fonte: O Estado de S.Paulo
_
Últimas Notícias
> Brasil fica em 25º lugar em ranking global de desempenho do PIB com 51 países
> Governo faz parceria com bancos para oferecer serviços por meio de canais digitais
> Caixa reabre PDV para adesão até o dia 11 de dezembro
> BRADESCO: Testagem do Covid será ampliada para dependentes
> Proposta prevê acordo entre empresa e trabalhador sobre FGTS no pós-pandemia
> ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
> Em sua primeira semana, Pix registra R$ 9,3 bilhões em transações
> Empregados de empresas estatais têm salário médio de até R$ 31,3 mil
> INSS e Ministério Público assinam acordo para zerar fila de espera por benefícios
> RANCHO DOS BANCÁRIOS - AGENDE SUA RESERVA
> Presidente garante que, em sua gestão, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Casa da Moeda não serão entregues à iniciativa privada
> Centrais sindicais lançam campanha pela manutenção do auxílio de R$ 600
> Disponível o jornal do mês de Setembro/2020
> CONTEC, Federações e Sindicatos assinam CCT FENABAN
> Bancário do Bradesco consegue majorar indenização por transportar valores entre bancos

Antonio Sebastião de Carvalho- Itaú 17/01
CASSIO DOS REIS BANCO DO BRASIL 17/01
Veja lista de aniversariantes do mês  
Selos

 

     

® 2012 - SINTRAF - Todos os direitos reservados. - Avenida Santo Antônio, 200 - Sala 04 | Poços de Caldas - MG| Cep 37701-036 | Tel.: (35) 3721-9804 Domynio